Noite #4

Existem momentos em que a escolha simplesmente não é nossa. E como não escolhemos, tentamos encontrar uma lógica que possa explicar toda essa situação sem sentido que nos acertou em cheio, causando uma drástica mudança em nossos pensamentos. De repente o café que era pra ser um motivo, só aumenta a ansiedade e na lembrança da tarde, ficamos várias noites tentando decifrar o dilema de querer que tudo volte a normalidade mas, torcendo também, pra que aquele passo aconteça. Interessante é que agora parece que aquelas músicas bobas começam a fazer muito sentido! O que podemos dizer meu amigo? It’s a mechanical bull.

Metric – Black Sheep

Não há sentido, isso posso garantir. Esta talvez seja a única certeza que você precisa no momento! Será que você lembra como foi que isso tudo aconteceu? Bom, provavelmente não, mas não importa, não faz mal, você ainda pensa e é melhor do que nada! Jogando a moeda para cima, a sorte pode combinar com a resposta que você queira e ainda assim, será que é só uma moeda que foi jogada pra cima? Percebe? Não há sentido.

De qualquer maneira nada auxilia contra essa sua ansiedade, e isso é parte de um amadurecimento constante, o tentar melhorar essa ânsia. Se nada acontece no dia, resume-se a batalha e nos jogamos de cabeça num abismo onde a realidade parece ser a das piores possíveis. Talvez pode ser que o lado positivo disso seja totalmente baseado numa esperança estupefaciente, que nos engana da forma mais doce possível e se torna viciante. Óbvio que vamos querer mais uma dose! O preço que pagamos é nessa ansiedade que atrapalha e muito a rotina, será que isso vale a pena? Se lembra como antes a vida não era assim tão complicada! Nada disso existia!

O que dizer? A vida precisa ser experienciada, principalmente antes que o tempo vá embora. Parece que, agora que ele está escapando através de seus dedos, surge a motivação para finalmente dar o passo à frente e tudo poderá acontecer. Minha dica, arrisque! Viva! Não importa mais a procura no sentido, até por que não precisa! Entende que o sentido pra isso tudo é apenas viver aquele momento sem sentido, é estar ali, olhar, mãos dadas, um pulo e de repente, tudo ficará bem. Só não vale ver filmes dublados.

Boa noite.