post #2

E se você estivesse em uma cela de prisão sem nenhuma possibilidade de saída, o que você faria? O sentimento claustrofóbico lhe sufoca e os passos dos guardas sempre lhe atormentam, afinal, eles estão livres e ditam o que você pode ou não fazer. Logo surge o desespero misturado com uma ansiedade apavorante e inevitável, o que você vai fazer?

Uma analogia. Isso por que devemos nos poupar dos detalhes e ocultar certas informações do que realmente aconteceu, no meu caso à alguns anos atrás e também à alguns dias, antes de pegar mais um avião. A pergunta é; diante da situação, o que fazer? Quando a ansiedade chega e no horizonte não existem possibilidades de escolha, nos fazendo já “prever” o que irá acontecer.

A possibilidade conformada é não ver. Ficamos cegos com o presente e suas possibilidades imediatas diante da situação desconfortável, deixando a mente tomar conta, nos segurando em suas barreiras invisíveis, mentido. Isso por que ela nos faz acreditar que não existe saída, deixando a nossa ansiedade em ascendência infinita e o primeiro passo é simples, devemos encerrar o loop, é só parar.